Arquivo para dezembro, 2008

Você entende o espírito do Natal?

Posted in Sem categoria on 24 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

Feliz Natal

Feliz Natal

Bom, se você ficou horas procurando vaga no estacionamento do shopping, ficou em filas para pagar, enfrentou congestionamento da maquina do cartão de credito e está aflito arrumando a ultima embalagem é porque realmente não entendeu.

Natal é a aniversario de Cristo, nascimento dele, a gente “troca presentes por Ele” mas não é o que deveríamos fazer sempre?

Quantas vezes foi dito ao pai, a mãe, ao irmão ou irmã “EU TE AMO”? Poucas vezes, mas dar um celular novo, que tira foto, filma, grava, toca musica, serve de pen drive é tudo de bom, mas o celular não é para usar num caso de emergência?

O espírito do Natal, não do velho gordo e barbudo estilizado pela Coca Cola, é dar amor, mas não só nessa noite, e sim TODOS OS DIAS. É pegar a chama da luz que vem de Cristo e a manter viva por muito tempo.

Desejar feliz Natal da boca pra fora é fácil, até quem não conhecemos nos deseja isso, para ver o quão errado estão às coisas.

Bom Natal.

Você entende o espírito do Natal?

Posted in 1 on 24 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

Feliz Natal Bom, se você ficou horas procurando vaga no estacionamento do shopping, ficou em filas para pagar, enfrentou congestionamento da maquina do cartão de credito e está aflito arrumando a ultima embalagem é porque realmente não entendeu.

Natal é a aniversario de Cristo, nascimento dele, a gente “troca presentes por Ele” mas não é o que deveríamos fazer sempre?

Quantas vezes foi dito ao pai, a mãe, ao irmão ou irmã “EU TE AMO”? Poucas vezes, mas dar um celular novo, que tira foto, filma, grava, toca musica, serve de pen drive é tudo de bom, mas o celular não é para usar num caso de emergência?

O espírito do Natal, não do velho gordo e barbudo estilizado pela Coca Cola, é dar amor, mas não só nessa noite, e sim TODOS OS DIAS. É pegar a chama da luz que vem de Cristo e a manter viva por muito tempo.

Desejar feliz Natal da boca pra fora é fácil, até quem não conhecemos nos deseja isso, para ver o quão errado estão às coisas.

Bom Natal.

Amanhã

Posted in 1 on 23 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

A cigana leu o meu destino
Eu sonhei
Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante
Eu sempre perguntei
O que será o amanhã?
Como vai ser o meu destino?
Já desfolhei o mal me quer
Primeiro amor de um menino
E vai chegando o amanhecer
Leio a mensagem zodiacal
E o realejo diz
Que eu serei feliz
Sempre feliz

Como será amanhã
Responda quem puder
O que irá me acontecer
O meu destino será como Deus quiser

Como será amanhã
Responda quem puder
O que irá me acontecer
O meu destino será como Deus quiser

Final de ano

Posted in Sem categoria on 16 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

Lá vem 2009

Lá vem 2009

Final de ano

Época de retrospectivas e coisa e tal.

Bom, eu prometi que ia ler mais e voltei a ler com vontade, foram 3 livros “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia”, “Que Rock é esse?” e “Vamos fazer barulho – uma radiografia de Marcelo D2”, fora as revistas “Rolling Stone” e muitos sites.

Musica ouvi muito, principalmente o aguardado “Chinese Democracy” do Guns n´ Roses. Ouvi ainda o maravilhoso da Fernanda Takai, teve coisas boas também, “cansei” de outras, como Ana Carolina. Fui à vários shows, como do Lobão, Ultraje a Rigor e o de “despedida” dos Engenheiros do Hawaii.

Voltei a ter sorte em promoções, ganhando camisetas, ingresso com direito a camarim do Close Up Live, do Symphony X, ingressos para o cinema.

Por falar em cinema, esse eu fui pouco, assisti “Speed Racer” e “Homem de Ferro”, o resto foi em DVD mesmo, coisas novas como “Os Simpsons” e “A Lenda” mas muita coisa antiga e boa, como “King Kong”, “Alta Fidelidade” e “Rock Star”.

Vi algumas peças de teatro, que foram boas demais “Hotel Deville” e “Croma”.

Já no futebol meu time resolveu dar o ar da (des)graça de novo e resolveu cair para a serie b no campeonato brasileiro, isso porque a primeira partida do ano ganhamos do Santos (que esse ano também foi uma porcaria) com direito a transmissão da rede Globo. A seleção foi uma enganação, e de bom mesmo foi ver o Vasco cair.

No campo profissional eu mudei de serviço, onde aprendi muitas coisas, de tudo que se possa imaginar, e foi benéfico, precisamos crescer sempre.

Passeie muito, com minha esposa e também sozinho, fomos a muitos restaurantes bons, a casa de amigos, familiares, rezamos muito, estivemos com a presença de Deus sempre.

Eu não sou de reclamar ou elogiar o passado, acho que tudo vem do aprendizado e esse aprendizado de 2008 valeu e muito, e que venha 2009 ;o)

Feliz Natal e um excelente 2009

Feliz Natal e um excelente 2009

Fim de mais um ano

Posted in 1 on 16 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

lá vem 2009 Final de ano
Época de retrospectivas e coisa e tal.

Bom, eu prometi que ia ler mais e voltei a ler com vontade, foram 3 livros “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia”, “Que Rock é esse?” e “Vamos fazer barulho – uma radiografia de Marcelo D2”, fora as revistas “Rolling Stone” e muitos sites.

Musica ouvi muito, principalmente o aguardado “Chinese Democracy” do Guns n´ Roses. Ouvi ainda o maravilhoso da Fernanda Takai, teve coisas boas também, “cansei” de outras, como Ana Carolina. Fui à vários shows, como do Lobão, Ultraje a Rigor e o de “despedida” dos Engenheiros do Hawaii.

Voltei a ter sorte em promoções, ganhando camisetas, ingresso com direito a camarim do Close Up Live, do Symphony X, ingressos para o cinema.

Por falar em cinema, esse eu fui pouco, assisti “Speed Racer” e “Homem de Ferro”, o resto foi em DVD mesmo, coisas novas como “Os Simpsons” e “A Lenda” mas muita coisa antiga e boa, como “King Kong”, “Alta Fidelidade” e “Rock Star”.

Vi algumas peças de teatro, que foram boas demais “Hotel Deville” e “Croma”.

Já no futebol meu time resolveu dar o ar da (des)graça de novo e resolveu cair para a serie b no campeonato brasileiro, isso porque a primeira partida do ano ganhamos do Santos (que esse ano também foi uma porcaria) com direito a transmissão da rede Globo. A seleção foi uma enganação, e de bom mesmo foi ver o Vasco cair.

No campo profissional eu mudei de serviço, onde aprendi muitas coisas, de tudo que se possa imaginar, e foi benéfico, precisamos crescer sempre.

Passeie muito, com minha esposa e também sozinho, fomos a muitos restaurantes bons, a casa de amigos, familiares, rezamos muito, estivemos com a presença de Deus sempre.

Eu não sou de reclamar ou elogiar o passado, acho que tudo vem do aprendizado e esse aprendizado de 2008 valeu e muito, e que venha 2009 ;o)

Muito Prazer, meu nome é Otário

Posted in Adaptação with tags on 11 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

Esse texto eu fiz e apresentei num monólogo para um teste de teatro no domingo. É uma versão minha pra a musica “Dom Quixote” dos Engenheiros do Hawaii, veja se gosta.

Muito prazer, meu nome é Otário
Venho de longe, mas chego sempre no horário
E tenho o feliz habito de criar borboletas dentro do aquário

Muito prazer, meu nome é Otário
Sempre me dizem que jogo futebol melhor que o Romário
Mas tenho que confessar que tenho a camisa do baixinho dentro do armário.

Sou um cara só, que vive solitário
Mas na hora da paquera estou sempre no páreo,
Eu vivo em busca da felicidade, algo hoje dia muito raro.

Vivemos num país, que quem manda é o empresário
Isso faz com que eu me sinta carta fora do baralho
Da vontade de mandar tudo pra casa do Carvalho

Essas pessoas que me chamam de Otário
Possuem vaidades que a terra há de comer
Me chamam de Otário por eu acreditar no amor
Por favor, me chame de Otário, pois sabes que tenho um coração solidário.

Muito Prazer, eu sou o Otário

Posted in 1 on 9 de dezembro de 2008 by Ronaldo Fernandes

Esse texto eu fiz e apresentei num monólogo para um teste de teatro no domingo. É uma versão minha pra a musica “Dom Quixote” dos Engenheiros do Hawaii, veja se gosta.

Muito prazer, meu nome é Otário
Venho de longe, mas chego sempre no horário
E tenho o feliz habito de criar borboletas dentro do aquário

Muito prazer, meu nome é Otário
Sempre me dizem que jogo futebol melhor que o Romário
Mas tenho que confessar que tenho a camisa do baixinho dentro do armário.

Sou um cara só, que vive solitário
Mas na hora da paquera estou sempre no páreo,
Eu vivo em busca da felicidade, algo hoje dia muito raro.

Vivemos num país, que quem manda é o empresário
Isso faz com que eu me sinta carta fora do baralho
Da vontade de mandar tudo pra casa do Carvalho

Essas pessoas que me chamam de Otário
Possuem vaidades que a terra há de comer
Me chamam de Otário por eu acreditar no amor
Por favor, me chame de Otário, pois sabes que tenho um coração solidário.