Archive for the Seção Nostalgia Category

Valorizando quem sempre me deu valor

Posted in Seção Nostalgia on 25 de março de 2009 by Ronaldo Fernandes

Vida em família é e sempre foi complicado. Meu pai sempre foi um cara na dele, deu tudo que precisávamos, mas não podíamos pedir as coisas, afinal ele sempre foi de dar o que considerava correto e necessário.

Como ele trabalha de segunda a segunda, a ÚNICA folga que ele tem no ano é no dia 01 de janeiro, sempre foi difícil ter muito contato. Chegava em casa as 19:00, tomava banho, jantava e dormia, afinal saia de casa as 6:00 todos os dias, inclusive final de semana, a vantagem é que de domingo ele voltava as 13:00.

Quando fiz 14 anos ele me pediu para trabalhar com ele, ele trabalha em uma banca (stand) de laticínios no mercado da Vila Maria, trabalhei lá por 10 anos, e sempre vi como é difícil trabalhar aos finais de semana, ainda mais na época que eu era adolescente, saia de sabadão a noite, chegava em casa lá pelas 5:00 da manhã e as 8:00 já estava lá trabalhando com ele.

Ontem, dia 24 de março o mercado mudou de lugar, depois de mais de 50 anos estando no mesmo lugar, com a ganância ou evolução (ai você decide) o prédio foi vendido e todos que ali trabalhavam tiveram que mudar de local, por sorte ou por Deus (você também decide) acharam um local a 3 quadras de onde estava o antigo e abriram o novo mercado da Vila Maria.

Está todo moderno, com computadores, câmeras, geladeiras, enfim, tudo novo. Consegui convencer meu irmão a ir comigo na inauguração, afinal qual seria a emoção de nosso pai nos ver no primeiro dia de emprego “novo” dele? Quando o outro foi aberto e ele começou lá basicamente ninguém foi na inauguração, mas agora ele casado, com dois filhos e mulher as coisas teriam que ser diferente. Claro que minha mãe, guerreira que sempre foi, ajudou e muito na mudança, e esteve em todos os momentos que meu pai precisou.

Chegamos lá, meu irmão e eu entramos e já o levei para o lugar certo, achei estranho, tinha um baixinho no lugar, mas quando ele levantou o boné vimos que era meu pai, brinquei “caramba, tu parece um anão com esse boné e camisa amarela” ele riu, ficou muito feliz ao nos ver lá, eu, meu irmão e a namorada dele, e perguntou sobre minha esposa, que ficara trabalhando, ai cobrou visita dela lá.

Nos explicou algumas coisas, falou que tava bom o movimento, e que estava feliz. Bom isso ele nem precisava ter falado, deu para ver estampado nos olhos dele a felicidade. Foi bom demais, meu pai, desde que eu me casei em outubro de 2007, virou outro homem, e isso está sendo bom para minha mãe, e para meu irmão, se ele entendesse algumas coisas a mais, mas Deus sabe o que faz.

Escrevi esse texto com águas nos olhos, de felicidade, é muito bom ver as pessoas felizes, e o cara é o MEU PAI, que apesar da distancia sempre esteve comigo.

Desde 2002 minha vida mudou e muito, comecei a voltar meus olhos para Deus, e as coisas começaram a mudar, conheci minha esposa naquele ano e ela foi outra pessoa que me mostrou mais ainda como Deus é bom, e vejo que isso passou para meus familiares e hoje muita coisa que tenho é fruto disso, de encontrar Deus e de encontrar minha Anjinha.

Valorize sempre a cada momento, vale muito a pena.

Anúncios

Dando valor a quem me deu valor

Posted in Seção Nostalgia on 25 de março de 2009 by Ronaldo Fernandes

Vida em família é e sempre foi complicado. Meu pai sempre foi um cara na dele, deu tudo que precisávamos, mas não podíamos pedir as coisas, afinal ele sempre foi de dar o que considerava correto e necessário.

Como ele trabalha de segunda a segunda, a ÚNICA folga que ele tem no ano é no dia 01 de janeiro, sempre foi difícil ter muito contato. Chegava em casa as 19:00, tomava banho, jantava e dormia, afinal saia de casa as 6:00 todos os dias, inclusive final de semana, a vantagem é que de domingo ele voltava as 13:00.

Quando fiz 14 anos ele me pediu para trabalhar com ele, ele trabalha em uma banca (stand) de laticínios no mercado da Vila Maria, trabalhei lá por 10 anos, e sempre vi como é difícil trabalhar aos finais de semana, ainda mais na época que eu era adolescente, saia de sabadão a noite, chegava em casa lá pelas 5:00 da manhã e as 8:00 já estava lá trabalhando com ele.

Ontem, dia 24 de março o mercado mudou de lugar, depois de mais de 50 anos estando no mesmo lugar, com a ganância ou evolução (ai você decide) o prédio foi vendido e todos que ali trabalhavam tiveram que mudar de local, por sorte ou por Deus (você também decide) acharam um local a 3 quadras de onde estava o antigo e abriram o novo mercado da Vila Maria.

Está todo moderno, com computadores, câmeras, geladeiras, enfim, tudo novo. Consegui convencer meu irmão a ir comigo na inauguração, afinal qual seria a emoção de nosso pai nos ver no primeiro dia de emprego “novo” dele? Quando o outro foi aberto e ele começou lá basicamente ninguém foi na inauguração, mas agora ele casado, com dois filhos e mulher as coisas teriam que ser diferente. Claro que minha mãe, guerreira que sempre foi, ajudou e muito na mudança, e esteve em todos os momentos que meu pai precisou.

Chegamos lá, meu irmão e eu entramos e já o levei para o lugar certo, achei estranho, tinha um baixinho no lugar, mas quando ele levantou o boné vimos que era meu pai, brinquei “caramba, tu parece um anão com esse boné e camisa amarela” ele riu, ficou muito feliz ao nos ver lá, eu, meu irmão e a namorada dele, e perguntou sobre minha esposa, que ficara trabalhando, ai cobrou visita dela lá.

Nos explicou algumas coisas, falou que tava bom o movimento, e que estava feliz. Bom isso ele nem precisava ter falado, deu para ver estampado nos olhos dele a felicidade. Foi bom demais, meu pai, desde que eu me casei em outubro de 2007, virou outro homem, e isso está sendo bom para minha mãe, e para meu irmão, se ele entendesse algumas coisas a mais, mas Deus sabe o que faz.

Escrevi esse texto com águas nos olhos, de felicidade, é muito bom ver as pessoas felizes, e o cara é o MEU PAI, que apesar da distancia sempre esteve comigo.

Desde 2002 minha vida mudou e muito, comecei a voltar meus olhos para Deus, e as coisas começaram a mudar, conheci minha esposa naquele ano e ela foi outra pessoa que me mostrou mais ainda como Deus é bom, e vejo que isso passou para meus familiares e hoje muita coisa que tenho é fruto disso, de encontrar Deus e de encontrar minha Anjinha.

Valorize sempre a cada momento, vale muito a pena.

Seção Nostalgia: Bonecos Playmobil

Posted in Seção Nostalgia on 27 de agosto de 2008 by Ronaldo Fernandes

Pai, filho e bebe Playmobil Pois é, eles fizeram parte da diversão de muita gente nos anos 80, eram bonequinhos de plásticos que eram vendidos de forma individual ou em kits, dos quais eu tive a oportunidade de ter o kit do Circo e meu irmão do Velho Oeste.

Sim estou falado do Playmobil, um dos primeiros brinquedos com mobilidade, antes era tudo duro, não tinha ação, e eles aqui já podia sentar, levantar um ou dois braços, carregar coisas, montar em cavalos.

Depois começou a ser lançado a versão com grávidas, bebes, versão com kits futuristas e do nada sumiram.

Mas parece que agora estão voltando, com kits mais modernos, atualizados e tal.

Sei que vou atrás de ao menos um para comprar e juntar ao meu kit e quando meus filhos vierem a nascer brincarão com algo que eu já brinquei anteriormente.

Kit Palymobil de salvamento

Seção Nostalgia: Bonecos Playmobil

Posted in Seção Nostalgia on 27 de agosto de 2008 by Ronaldo Fernandes

Pai, filho e bebe Playmobil Pois é, eles fizeram parte da diversão de muita gente nos anos 80, eram bonequinhos de plásticos que eram vendidos de forma individual ou em kits, dos quais eu tive a oportunidade de ter o kit do Circo e meu irmão do Velho Oeste.

Sim estou falado do Playmobil, um dos primeiros brinquedos com mobilidade, antes era tudo duro, não tinha ação, e eles aqui já podia sentar, levantar um ou dois braços, carregar coisas, montar em cavalos.

Depois começou a ser lançado a versão com grávidas, bebes, versão com kits futuristas e do nada sumiram.

Mas parece que agora estão voltando, com kits mais modernos, atualizados e tal.

Sei que vou atrás de ao menos um para comprar e juntar ao meu kit e quando meus filhos vierem a nascer brincarão com algo que eu já brinquei anteriormente.

Kit Palymobil de salvamento

Seção Nostalgia: Fitas BASF

Posted in Seção Nostalgia on 3 de abril de 2008 by Ronaldo Fernandes

Fitas BASF Não sei se você viveu uma das melhores épocas que foi os anos 80. Tão famosa que o povo vive fazendo coisas para lembrarmos dessa época dourada.

Nessa seção colocarei coisas que fizeram ou ainda fazem parte da minha vida, quem sabe não faça parte da sua também?

Pra começar as famosas fitas da BASF, como eu ficava o dia todo ali ouvindo radio com o gravador para gravar as musicas que gostava. Tenho até hoje muitas fitas com gravações raras da época , eu adorava as de 90 minutos e tinha bronca das de 46 pois tudo que eu queria grava tinha mais de 1 hora.

Tentarei tirar uma foto da minha coleção de fitas K7 e colocar aqui.

Seção Nostalgia: Fitas BASF

Posted in Seção Nostalgia on 3 de abril de 2008 by Ronaldo Fernandes

Fitas BASF Não sei se você viveu uma das melhores épocas que foi os anos 80. Tão famosa que o povo vive fazendo coisas para lembrarmos dessa época dourada.

Nessa seção colocarei coisas que fizeram ou ainda fazem parte da minha vida, quem sabe não faça parte da sua também?

Pra começar as famosas fitas da BASF, como eu ficava o dia todo ali ouvindo radio com o gravador para gravar as musicas que gostava. Tenho até hoje muitas fitas com gravações raras da época , eu adorava as de 90 minutos e tinha bronca das de 46 pois tudo que eu queria grava tinha mais de 1 hora.

Tentarei tirar uma foto da minha coleção de fitas K7 e colocar aqui.